Um dia de cartório

Após um dia inteiro acompanhando uma cliente em um cartório extrajudicial, volto à minha vida normal, com prazos correndo, clientes telefonando loucamente, publicações saindo aos montes.

Mas de tudo valeu pela experiência. Os cartórios extrajudiciais cobram até mesmo por um espirro que for dado dentro de suas dependências, mas, em certas situações, se mostram mais céleres e eficazes do que o Poder Judiciário.

Serviu, ainda, para mudar minha postura para o futuro. Divórcios consensuais sem incapaz envolvido, bem como inventários em que incapazes também não estejam envolvidos, serão feitos somente via cartório, pelo menos enquanto ainda exigir a presença do advogado, conforme determina a lei.

O resultado é imediato, os honorários também. Para completar, um cliente satisfeito vale como cartão de visitas. É propaganda gratuita, e da melhor espécie, ou seja, o interlocutor apenas espalhará que seus serviços foram satisfatórios e que o serviço é recomendado.

Nem só de decepções vive um aplicador do direito. Vamos estimular as separações e inventários extrajudiciais!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: